Empresário ganha Medalha Mérito Legislativo por ações junto à China na Pandemia

Honraria foi proposta pelo vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, que pediu ajuda na crise de Manaus.

O empresário sino brasileiro Thomas Law recebeu a Medalha Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados nesta Quarta-Feira (24.nov.2021) por ter auxiliado a trazer materiais de combate à pandemia da China. No auge da crise em Manaus, quando faltou oxigênio, ele trouxe suprimentos do país asiático e doou à cidade.

A homenagem foi oferecida pelo vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM). No mesmo dia, foram homenageados o presidente Jair Bolsonaro e o ministro das Relações Exteriores, Carlos França.

“A ajuda humanitária em Manaus sensibilizou muitos empresários, muitas empresas e as pessoas. A embaixada da China também fez um trabalho muito importante nesse sentido”, disse ao Poder360.

De acordo com o vice-líder do governo, deputado Evair Mello (PP-ES), Law foi responsável por liderar esforços que tiraram Manaus do seu pior momento em toda a pandemia. “Ele trouxe de um dia para o outro respiradores, oxigênio. Uma doação de R$ 50 milhões para ajudar os brasileiros”, afirmou.

Law também intermediou conversas de deputados e do governador de Amazonas, Wilson Lima (PSC), com a embaixada chinesa nos momentos de crise entre membros do governo brasileiro e o país asiático.

A Medalha Mérito Legislativo foi concedida a 32 autoridades e personalidades públicas. A condecoração entregue desde 1983, é um reconhecimento a pessoas, instituições e movimentos sociais, nacionais ou estrangeiros, que prestaram serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Brasil. Lea a lista completa das pessoas agraciadas ao final do texto.

Dentre os homenageados estão o papa Francisco, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, o presidente do STJ, Humberto Martins, a médica Ludhmila Hajjar, o fotógrafo Sebastião Salgado e o educador Paulo Freire. A premiação foi realizada na manhã de Quarta-Feira.

A seleção dos nomes é realizada por líderes de partidos e por integrantes da Mesa Diretora. Os primeiros podem indicar uma pessoa a ser homenageada e os últimos, duas.

Empresas que estiverem Cadastro Nacional de Empresas Punidas, no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas, e pessoas jurídicas que estão impossibilitadas de celebrar contratos e convênios com o poder público não podem receber a honraria.

Pessoas físicas que estejam inelegíveis ou tenham sido punidas pelas leis de responsabilidade fiscal e de improbidade administrativa também são proibidas de receber a medalha.

Leai a lista de homenageados com a Medalha Mérito Legislativo:

  • Alex Machado Campos – diretor da 5ª Diretoria da Anvisa;
  • Alexandre Padilha – deputado federal, médico infectologista e ex-ministro da Saúde;
  • Alexandre Soares dos Santos – empresário e filantropo;
  • Ana Lara Camargo de Castro – promotora de Justiça;
  • Aurélio Peres – ex-deputado federal;
  • Ayres de Almeida Silva Filho – servidor da Câmara dos Deputados;
  • Carlos Alberto França – ministro das Relações Exteriores;
  • Carlos Siqueira – presidente nacional do PSB;
  • Carlos Ubiratan Garms – acionista da agroindústria;
  • Dimas Eduardo Ramalho – vice-presidente do TCE de São Paulo;
  • Efraim de Araujo Morais – ex-presidente da Câmara dos Deputados e secretário estadual do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca da Paraíba;
  • Gabriel Medeiros Vilar – presidente substituto do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação;
  • Humberto Martins – presidente do STJ;
  • Jaceguara Dantas da Silva – procuradora de Justiça;
  • Jair Bolsonaro – presidente da República;
  • Joé Gonçalves Sestello – diretor geral do Hospital Geral de Nova Iguaçu;
  • John Rodgerson – presidente da Azul Linhas Aéreas do Brasil;
  • Jorge Mario Bergoglio – papa Francisco;
  • José Eriberto Medeiros de Oliveira – presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco;
  • José Múcio Monteiro Filho – ex-ministro do TCU, ex-deputado federal;
  • Julio Cals de Alencar – presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira;
  • Ludhmila Abrahão Hajjar – médica cardiologista;
  • Luiz Carlos Bergamin – médico e ex-presidente de Extrema (MG);
  • Major Darlan Dornelas de Carvalho – assessor de Relacionamento Institucional do Comando da Aeronáutica em Brasília;
  • Patrícia Gisele Torres – Cirurgiã dentista;
  • Reynaldo Soares da Fonseca – ministro do STJ;
  • Sebastião Salgado – fotógrafo;
  • Thomas Law – jurista e presidente do Ibrachina, da CNRBC e da CEBRAONU da OAB Nacional;
  • Carlos Alberto Chaves (in memorian) – ex-secretário estadual de Saúdo do Rio de Janeiro;
  • Fernando Lyra (in memorian) – ex-deputado federal, ex-ministro da Justiça;
  • Paulo Reglus Neves Freire (in memorian) – educador e filósofo brasileiro;
  • Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros).

Fonte: Poder360.com.br

 

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *