Categoria Destaques

porCCDIBC

CCDIBC lidera o grupo de empresários para participar do Fórum de Desenvolvimento dos BRICs

O presidente Câmara de Comérciode Desenvolvimento Internacional Brasil-China Fabio Hu foi com uma delegação de empresários chineses para participar o fórum de Desenvolvimento dos BRICs em Fortaleza. Antes do fórum, ele aceitou uma entrevista excluvia por escrito com o editor-adjunto, Sr. Qiao Lei do Jornal US Qiao Bao, sediado nos Estados Unidos. O Sr. Hu demonstrou um alto grau de expectativas na visita do presidente Xi Jinping ao Brasil e a reunião da cúpula do BRICs. A delegação participou da cerimônia de abertura da cúpula, e ouviu discursos durante a cúpula e os membros da delegação posaram para fotos no local da Assembléia.

Cinco chefes de estado estavam na cúpula dos BRICs, o presidente Hu foi o único representante dos chineses no Brasil. O Sr. Hu opinou que por ocasião do quadragésimo aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas entre a China e o Brasil, a visita do presidente da China Xi Jinping ao Brasil pode elevar as relações entre o Brasil e a China a um novo estágio, será uma grande promoção das relações da China com toda América Latina no intuito de ampliar ainda mais uma forte cooperação e desenvolvimento para a economia global e desenvolvimento sustentável, contribuindo de forma significativa para a paz mundial.

Ele também diz que, após o fim das atividades locais, a delegação também irá participar de atividades em Brasília, e desejou um grande sucesso, a visita do presidente Xi Jinping ao Brasil. Participaram do fórum também vice-presidente executivo dos principais líderes da Câmara de Comércio YeKangmiao, Huang HuangHaicheng Presidente Honorário Permanente, irmão mais velho do ex-presidente Lula, Yang Yuelong, o representante do escritório da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China em TianJing, Yang Yuelong, vice-presidentes da Câmara WeiLijun e ZhuanChenxu.

porCCDIBC

A Delegação dos Representes do povo da Província de Jiangsu visita Foz do Iguaçu

Recentemente, o Congresso Popular da Província de Jiangsu (Comité Permanente da Educação Ciência, Cultura e Saúde (adiante designado por Comité do Congresso Nacional do Povo de Jiangsu) liderada pelo director Sr. Xu Hongxiang fez uma visita à cidade de Foz do Iguaçu. Hu Zhongwei, presidente da Câmara de Comércio Internacional já tinha levado uma delegação brasileira para visitar Jiangsu anteriormente, por isso a visita da delegação chinesa ao Brasil trata-se de uma retribuição à visita da delegação do Brasil à China. Os membros da visita da delegação são: o Gabinete do Diretor Adjunto do Congresso Nacional do Povo de Jiangsu Ciência e visão Comitê de Educação Cao Wen, e consultor da comissão, Wu Jiankun, Yan Xiang, Deng Bin e Yu Wei.

O presidente da Câmara dos vereadores da cidade do Foz do Iguaçu Zé Carlos, o prefeito da cidade, Clovis Perez de Souza e funcionários municipais receberam a delegação da China, enquanto Câmara de Comércio de Desenvolviemnto Internacional agradeceu por esta viagem feita pela delegação ao Brasil.

Diretor Xu Hongxiang e delegação, acompanhada pelo Presidente e pelo prefeito da cidade para visitar a Câmara Municipal, para entender a história do desenvolvimento da cidade a partir da exposição da Câmara Municipal de objetos e imagens. A delegação também visitou uma das maiores hidrelétrica do mundo, a Itaipu, ao visitar cataratas do Iguaçu, um dos dez melhores pontos de interesse turístico do mundo, conhecida como uma das sete novas maravilhas do mundo, O senhor Xu Hongxiang viu o grande número de turistas que que visitam a catarata, e ficou muito comovente e diz que a China pode estabelecer uma loja duty-free na área, não só enriquecer as experiências de viagem, mas também para mostrar a China ao mundo, ele acredita que a China tem a força de vontade e não vai faltar empresários visionários entusiasmados para participar da construção da loja de duty-free que representará a China ao mundo.

A delegação também se reuniu com o presidente e com o prefeito para discurtir a possibilidade de cooperação e intercâmbio no âmbito esportivo. O prefeito diz que os jovens jogadores de futebol da China podem realizar um treinamento no centro de treinamento do clube de futebol Brasileiro Flamingo. Os dois lados ainda discutiram sobre a possibilidade de investimento chinês na cidade. Xu Hongxiang agradeceu a hospitalidade da cidade, e convidou a todos para visitar a China novamente. Após a visita, os dois lados trocaram presentes e posaram para fotos.

Enquanto isso, o presidente da Câmara dos Vereadores da Cidade do Foz do Iguaçu entregou presentes ao presidente da Câmara de Comércio para o Desenvolvimento Internacional Brasil-China, Sr. Hu Zhongwei, e a presidente do Conselho de Promoção do Comércio Internacional Chinês do Paraguai Sra. Jiang Juying. As duas Câmaras de Comércio fizeram um tremendo trabalho que contribuiu para aproximar a delegação e a cidade do Foz do Iguaçu.

porCCDIBC

A prefeitura de Foz do Iguaçu indica o senhor Fabio Hu para representar a cidade para atrair mais investimentos para a cidade

A cidade do Foz do Iguaçu está situado dentro do estado brasileiro de Paraná, Foz possui um dos maiores cachoeiras do mundo e atrai anualmente um grande número de visitantes do mundo inteiro, ao mesmo tempo, a cidade também é reconhecida no mundo pela umas das maiores hidroelétricas do mundo, a hidroelétrica Itaipu (Somente foi recentemente ultrapassada pela Estação Hidrelétrica de Três Gargantas localizada na China) . Além disso, a cidade é um dos maiores da cidade fronteiriça que está situada numa posição privilegiada entre a Argentina e Paraguai , é um dos maiores centros de distribuição de mercadorias do Brasil, o fluxo de mercadorias através da cidade vai para o todo território brasileiro e países vizinhos.

Embora o resultado de atração de investimentos estrangeiros é reconhecido mundialmente famosa cidade e beneficiar do comércio transfronteiriço, mas o governo da cidade e da Câmara Municipal acredita que a forma atual de desenvolvimento da cidade é relativamente insuficiente, ele deve vir das muitas vantagens do desenvolvimento da cidade e recursos minerais, desempenhar plenamente o seu potencial para o desenvolvimento. A Câmara Municipal, em 2010, a preparação dos incentivos ao investimento, na esperança de atrair todos os tipos de empresas e da introdução de desenvolvimento conjunto, mas obteve pouco progresso ao longo dos anos.

Este ano, o governo da cidade de muitos anos de negociações que Hu Zhongwei, presidente da Câmara de Comércio para o Desenvolvimento Internacional Brasil-China tem boa interação em todos os níveis no Brasil, China e a sociedade Paraguaia.

E participou de muitas atividades importantes para promover a cidade e Paraguaino quesito das organizações políticas, empresariais, incluindo várias presidente paraguaio e altos funcionários. Hu Zhongwei levou repetidamente a delegação chinesa para a cidade, acompanhava empresas chinesas para estabelecer relações comerciais com a cidade de Foz Iguaçu.

Este ano, o governo municipal da cidade sob muita determinação, alguns cursos na orla urbana de um milhão de metros quadrados de zonas de desenvolvimento, o solo é inferior a três quilômetros da cidade, prontos para avançar no desenvolvimento de 600.000 metros quadrados, e fazer o apropriado instalações de infra-estrutura, para a construção de uma loja ou negócio distrito de zona franca. Se necessário, também pode ser colocado no terreno circundante.

O projeto do lado chinês de investimentos e negociações comerciais, presidente FabioHu prefeitura encomendaram o agente exclusivo, os serviços competentes também ter concedido formalmente procuração.

Depois que o presidente foi nomeado para atrair mais investimentos, ele disse: Muito obrigado por sua confiança e as expectativas do governo municipal, o agente exclusivo para o governo da cidade e está disposto a ampliar o interesse comercial da China na cidade do Foz do Iguaçu, e estreitar o programa de cooperação conjunta, lutar por embaixadas e consulados chineses para orientar e apoiar esta grande oportunidade para desenvolver planos municipais para o desenvolvimento da cidade.

porCCDIBC

CCDIBC lança grupo de jovens e participa de lançamento de livro sobre a China

Evento também selou parceria entre a CCDIBC e a agência holandesa BSUR

Em evento concorrido na última terça (28/11), que reuniu empresários, executivos, autoridades, acadêmicos, publicitários e comunicadores do Brasil e da China, foi lançado o livro “China: de volta para o presente!”, do jornalista e consultor Daniel Castro, que atualmente é diretor de Comunicação da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China (CCDIBC).

Para o autor, que trabalha com a China desde 2002, muita informação é a chave para entender o que ocorre na geopolítica mundial. “De fato, precisamos refletir para onde anda a China e, para onde vai o mundo. Os sinais destas mudanças estão sendo dados todos os dias. Precisamos estudá-los, pois o impacto é geral”, explicou Castro. O livro teve revisão do jornalista Bruno Oliveira e diagramação (e capa) de Anderson Dias.

O prefácio foi assinado pelo presidente da CCDIBC, Fabio Hu, que destacou a importância da obra e do evento para melhorar o conhecimento do que, de fato, é a China atual. “Este livro vem preencher esta lacuna de informação. A China está em rota de desenvolvimento e o Brasil é um grande parceiro da China”, disse Hu, que também ficou feliz com a assinatura de parceria entre CCDIBC e a BSUR, agência holandesa que tem escritório em Xangai e em São Paulo – e que recebeu o evento em seu escritório na Vila Madalena.

Para Ivan Reis, executivo e sócio da agência no Brasil, que estava acompanhado do CEO, Jan Rijkenberg, auxiliar as empresas na formatação de projetos é estratégico. “Ficamos felizes por essa parceria. E estamos prontos a ajudar na apresentação dos projetos para que os investimentos chineses cresçam ainda mais, o que gera ganhos para os dois lados, Brasil e China”, afirmou Reis.

Grupo e missão

Outro destaque do evento foi o lançamento do grupo de Jovens Brasil China e da Missão Delta China (que está em destaque no portal da CCDIBC). O objetivo é aproximar os dois países por meios dos seus jovens (de todas as idades), abertas a conhecer essa nova China.

“O grupo já tem agenda certa em 2018. Vamos conhecer de perto o desenvolvimento e como a china se planeja. Sua inovação e suas cidades, verdadeiras laboratórios práticos de iniciativas públicas e privadas”, antecipou Aluisio Silva Jr., relações públicas, que lidera o grupo.

Cultura Brasil-China

O evento teve um toque especial cultural, com a apresentação do jornalista chinês Oscar Yuan, que tocou (em violoncelo tradicional da China) duas músicas famosas em seu país. E por parte do Brasil, o lançamento teve a exposição “Metade do Céu”, da jornalista Giulia Di Vizia, que documenta costumes e cotidiano dos arredores das principais capitais da China, composta por 30 quadros e 600 imagens, que foram expostas em multimídia.

 

porCCDIBC

Câmara dos Deputados dos EUA aprova reforma tributária de cortes de impostos

A Câmara dos Deputados dos EUA aprovou nesta quinta-feira (16) o projeto de reforma tributária que corta US$ 1,4 trilhão em impostos nos próximos dez anos. Este é o maior pacote de cortes de impostos nos últimos 30 anos.

A nova legislação foi aprovada com 227 votos a favor e 205 de contra. O projeto reduz o imposto sobre os lucros corporativos de 35% para 20% pagos pelas empresas federais americanas e também diminui o imposto sobre a renda pessoal.

Essa foi considerada uma conquista legislativa do presidente Donald Trump e de seus colegas republicanos, como seu grande avanço no corte de impostos para empresas e para indivíduos.

Ao mesmo tempo, o Senado está discutindo sua própria versão do plano de cortes de impostos e não está claro se os senadores republicanos poderiam conseguir votos suficientes para sua aprovação.

Estudos mostraram que os ricos serão beneficiados com a corte de impostos, enquanto algumas famílias da classe média poderiam pagar impostos mais elevados.

 

Tradução: Li Jinchuan

Revisão: Diego

porCCDIBC

Alckmin recebe comitiva chinesa em agenda organizada pela CCDIBC

Missão da área de saúde quer expandir o uso da medicina tradicional chinesal. Na agenda a CCDIBC apresentou o projeto de construção de um complexo de saúde chinês em São Paulo

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin recebeu hoje (30) uma missão liderada pelo vice-ministro Wang Guoqiang, da Comissão Nacional de Planejamento de Saúde Familiar, administração Central do governo da China.

A agenda foi organizada pela Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China (CCDIBC), liderada pelo presidente Fabio Hu, com a participação do diretor Roberto Liao (Relações Internacionais), de Felipe Zhuo, Secretário Geral e de Daniel Castro, diretor de Comunicação.

Parceria Brasil China em Saúde

O vice-ministro Guoqiang agradeceu a recepção do governador e fez uma breve explanação sobre a iniciativa do governo da China em promover a Medicina Tradicional Chinesa no mundo. Inclusive, ele citou que já ocorreram reuniões com a presença dos ministros da saúde dos países que compõe os BRICS, para que as parcerias sejam feitas. Ressaltou que a visita ao Brasil, em São Paulo, busca estreitar esse contato e tentar fechar parcerias.

O governador, que é médico, lembrou que estudou acupuntura durante três anos e que acha fundamental esta parceria e apoia esta iniciativa.

Por parte do governador também estive na reunião a sra. Ana Paula Fava, assessora especial da área internacional, que articulou a reunião junto com a CCDIBC.

Hospital Chinês

Liderado pela CCDIBC, o governador e o secretário de Saúde, David Uip, conheceram o projeto básico de construção de um hospital chinês no estado, antigo sonho da comunidade chinesa em São Paulo, a maior do Brasil, com cerca de 300 mil pessoas.

O governador e o secretário apoiaram a ideia e se colocaram a disposição para dar as condições necessárias para o projeto avançar.

Em linhas gerais o projeto prevê um complexo que reunirá Hospital, shopping, área de medicina chinesa e ocidental, com 250 leitos, 50 de UTI e 7 centros cirúrgicos, com espaços para praticas orientais, entre outros.

E pretende revitalizar uma área degradada no centro ou em outro espaço indicado pelo governo.

Para o presidente da CCDIBC, Fabio Hu o projeto “nasce como um grande sonho que pode virar realidade. E conta com o apoio da comunidade chinesa, de médicos chineses e da associação de acupuntura”, destacou.

Reunião

O encontro contou com a participação da Cônsul-geral em São Paulo, sra. Chen Peijie. E da sra. Hui Qing, presidente da Associação de Acupuntura do Brasil.

A delegação chinesa é composta:

Yu Jingjin, Director General, Disease Control Bureau, National Health and Family Planning Commission of the People‘s Republic of China; Wang Xiaopin, Director General, International Cooperation Department, State Administration of Traditional Chinese Medicine; Nie Jiangang, Deputy Director General , International Cooperation Department, National Health and Family Planning Commission of the People‘s Republic of China; Lu Ming, Director, European an American Office,International Cooperation Department, National Health and Family Planning Commission of the People‘s Republic of China; e Ren Hengqin, Secretary, General  Office, National Health and Family Planning Commission.

Após reunião, o grupo fez troca de presentes com as autoridades e uma sessão de fotos oficiais com o governador e conheceu o Palácio dos Bandeirantes, seu acervo histórico de arte.

Medicina chinesa em alta

Desde a chegada dos chineses em São Paulo muita coisas evoluíram e a China, hoje, é um dos países que mais crescem no mundo. Mas boa parte deste avanço ainda está vinculada à indústria de setores como energia, construção e agronegócio. Uma parte importante desta nova indústria chinesa é a área de Medicina Tradicional Chinesa (MCT).

 

Com abundantes fontes de material de ervas terapêuticas chinesas (12.807 tipos) e mais de 100.000 fórmulas patenteadas, há grande espaço de desenvolvimento para novas drogas ou produtos de cuidado com a saúde, com potencial aumento de mercado. As drogas naturais representadas pelos produtos médicos chineses têm começado a se tornar popular no mundo.

 

O volume de negócios anuais ultrapassa 80 bilhões de dólares. A estimativa é que o mercado dobre nos próximos anos. É também uma nova tendência a substituir drogas químicas por drogas naturais, e isto também será um importante valor da MTC no desenvolvimento moderno.

 

Alckmin recebe comitiva chinesa em agenda organizada pela CCDIBC

 

porCCDIBC

Principais países europeus e americanos apoiam governo espanhol na defesa da unificação nacional

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, declarou ontem (27) a demissão do presidente da Região Autônoma da Catalunha, Carles Puigdmeont, a dissolução do Parlamento da região e as suas eleições previstas para 21 de dezembro, em resposta à declaração unilateral de independência do Parlamento catalão.

Os principais países europeus e americanos manifestaram apoio às decisões do governo central da Espanha.

A porta-voz da Casa Branca dos Estados Unidos, Heather Nauert, disse que seu país apoia a unificação da Espanha e a Catalunha é uma parte inseparável da Espanha.

O primeiro-ministro português, António Costa, afirmou que a declaração da independência da Catalunha é uma destruição da vida política da Espanha. Ele apoia plenamente o governo espanhol na defesa da unidade do país conforme a Constituição.

Além disso, os governos da Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Canadá, também declararam apoio ao governo espanhol e oposição à decisão catalã.

porCCDIBC

Xi Jinping se reúne com Conselho Consultivo da Universidade Tsinghua

O presidente chinês, Xi Jinping, se reuniu nesta segunda-feira (30), no Grande Palácio do Povo, em Beijing, com membros do Conselho Consultivo da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Tsinghua.

Xi Jinping afirmou que o 19º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PCCh), encerrado na semana passada, foi de fundamental importância, pois consolidou a confiança do país no socialismo com características chinesas. O objetivo estratégico do desenvolvimento econômico da China, disse ele, é construir um sistema econômico moderno com base na otimização da qualidade e da eficiência, além de melhorar a produtividade e a competitividade.

Focada nas reformas estruturais do lado da oferta, a China vai sincronizar a industrialização com a informatização, a urbanização e a modernização agrícola. Segundo o presidente chinês, o país também vai acelerar a construção de um país inovador, equilibrar o desenvolvimento das diferentes regiões, melhorar o sistema da economia de mercado socialista e ampliar a abertura econômica.

Xi Jinping ressaltou que a inovação depende dos talentos. O objetivo da educação é formar os construtores e sucessores do socialismo com características chinesas, disse ele. A China pretende acelerar a implementação de universidades e disciplinas de primeira categoria mundial e elevar o nível do ensino superior. O objetivo é melhorar a competitividade do país.