China continua a manter boa competitividade global

O Fórum Econômico Mundial publicou hoje (9) em Genebra o relatório anual sobre competitividade global. De acordo com o relatório, a China permanece no 28º lugar deste ranking, mesma posição do ano passado, mas com 1,3 ponto a mais sobre o desempenho abrangente. O resultado reflete que a China continua a manter sua boa competitividade global.

Esse relatório do Fórum Econômico Mundial já tem uma história de 40 anos. A edição de 2019 analisou 141 economias do mundo, que representam 99% do PIB do mundo, sobre os índices de infraestrutura, estabilidade macroeconômica, envergadura do mercado, mercado financeiro, e capacidade de inovação, etc.

O grande mercado interno e a estabilidade macroeconômica são fundamentos da China para manter sua competitividade global. De acordo com o relatório anual do Fórum Econômico Mundial, a China obteve 100 pontos, pontuação completa na envergadura do mercado, e 98,8 pontos em relação à estabilidade macroeconômica.

O aumento contínuo da capacidade de inovação também tem injetado “combustível” para elevar a competitividade da China. O relatório do Fórum Econômico Mundial revelou que a capacidade de inovação da China está em 24º lugar no mundo. Atualmente a economia chinesa se desenvolve rumo à melhor qualidade. Nos últimos anos, o governo chinês tem persistido no desenvolvimento impulsionado pela inovação, mobilizando as forças do mercado para inovação e promovendo a capacidade inovadora do país.

Em relação aos setores detalhados, a tecnologia de informação e comunicação é fundamental para a competividade da China. Até o fim do ano passado, a China já tinha 43,58 milhões de quilômetros de fibra óptica, um recorde mundial. Além disso, a China lidera em tecnologia 5G, computação em nuvem, big data, internet das coisas e inteligência artificial. Tudo isso providenciará uma nova força motriz para a economia e a competitividade chinesa.

O relatório anual do Fórum Econômico Mundial ainda destacou a importância da abertura e cooperação. A China continua com sua política de abertura em busca da cooperação e parcerias ganha-ganha. Ao mesmo tempo que manterá a competitividade do país, a China injetará nova vitalidade ao crescimento econômico mundial.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Gabriela Nascimento

Fonte: © China Radio International.CRI.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *