Arquivo mensal agosto 2018

porCCDIBC

WORKSHOP ENSINA COMO LUCRAR COM A “GUERRA” EUA X CHINA

“OPORTUNIDADES BRASIL CHINA” É UMA INICIATIVA DO JORNALISTA, ESCRITOR E CONSULTOR DANIEL CASTRO, COM APOIO DA CÂMARA DE COMÉRCIO DE DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL BRASIL-CHINA (CCDIBC)

PRIMEIRAS TURMAS OCORRERÃO NA SEDE DA CCDIBC, EM SÃO PAULO (CENTRO), DIAS 29 E 30 DE SETEMBRO.

 

O Brasil pode ganhar R$ 28,5 bilhões com a “guerra” comercial EUA x China, segundo estudo da Confederação Nacional da Indústria –CNI. Em novembro próximo, a China realizará a maior feira de importação do mundo e, nos próximos cinco anos, importará produtos e serviços num valor superior a USS 10 trilhões… Com lucrar com esta janela de oportunidades?

Como o objetivo de responder estas e outras questões, de forma prática, é lançado o “WORKSHOP OPORTUNIDADES BRASIL-CHINA”.

Entre os temas estão:

CONJUNTURA DE NEGÓCIOS BRASIL-CHINA;
O QUE A CHINA E O BRASIL QUEREM COMPRAR E VENDER;
COMO ESCOLHER UM PARCEIRO/ ETIQUETA EMPRESARIAL;
ACESSO A CRÉDITO E FUNDOS DE INVESTIMENTOS;
MISSÕES NA CHINA – O QUE É IMPORTANTE CONHECER;
FEIRAS NA CHINA – O QUE É IMPORTANTE VISITAR;
SETORES ESTRATÉGICOS E MERCADOS POTENCIAIS;
IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO;
COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA;
ROTA DA SEDA;
INOVAÇÃO/TECNOLOGIA;
COMO MONTAR SEU PROJETO PARA A CHINA!

O WORKSHOP engloba todos aqueles que já fazem ou pretendem trabalhar com a China: EXECUTIVOS, GESTORES (PÚBLICOS E PRIVADOS), ESTUDANTES, EMPREENDEDORES, EMPRESÁRIOS (PEQUENOS, MÉDIOS E GRANDES), ADÊMICOS, COMUNICADORES, ADVOGADOS, PROFISSIONAIS, CONSULTORES, ASSOCIAÇÕES, ONGS E STARTUPS…

OLHAR BRASIL-CHINA

O WORKSHOP é uma iniciativa do jornalista, escritor e consultor Daniel Castro, com apoio da CÂMARA DE COMÉRCIO DE DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL BRASIL-CHINA (CCDIBC), que trabalha com a China desde 2002.

Especialista nas relações e negócios entre os dois gigantes, Castro acompanhou mais de três mil missões de negócios Brasil-China, com destaque para eventos importantes como as maiores feiras e eventos no Brasil e na China. Além de amplo material já produzido sobre os dois países.

Em seu livro mais recente, Castro faz uma reflexão de por onde anda a China e para onde vai o mundo. “China: de volta para o presente” é material didático do WORKSHOP, que usa ferramentas tecnológicas e muitas experiências, além de ferramentas tecnológicas.

“WORKSHOP OPORTUNIDADES BRASIL-CHINA”

PRÓXIMAS TURMAS: 29 e 30 de setembro

LOCAL: SEDE DA CCDIBC; AVENIDA SÃO LUÍZ, 89 – 9º (CENTRO)

AO LADO DO EDIFÍCIO ITÁLIA

 

PREÇO ESPECIAL – PRIMEIRAS TURMAS

R$ 600,00*
*DESCONTO PARA GRUPOS FECHADOS EM EMPRESAS E ENTIDADES!

 

 

CERTIFICADO INTERNACIONAL

Os participantes terão direito a certificado internacional, emitido pela CÂMARA DE COMÉRCIO DE DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL BRASIL-CHINA (CCDIBC), que atua no Brasil desde 2002. E que tem mais de dois mil associados na China.

 

INFORMAÇÕES:
+55 11 3214-2266
CONTATO@BRASILCHINA.ORG.BR

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR A APRESENTAÇÃO COMPLETA

porCCDIBC

Presidente da CCDIBC é homenageado no Dia do imigrante Chinês

Fabio Hu participou de ato que homenageou a comunidade chinesa na Câmara Municipal de São Paulo

A Câmara Municipal de São Paulo realizou hoje (15 de agosto) a solenidade de hasteamento da bandeira da China em registro ao Dia do imigrante Chinês. O evento reuniu a comunidade chinesa na cidade, tendo a frente à participação do cônsul-Geral, sra. Chen Peijie.

A cerimonia foi uma iniciativa da vereadora Edir Sales, que é autora da lei que criou este dia em São Paulo. “O dia está frio, mas nossos corações estão quentes”, frisou a vereadora Edir, em fala sobre a importância deste dia para chineses e brasileiros.

Para a sra. Chen, o Brasil e São Paulo são irmãos da China. A cônsul-geral destacou a iniciativa da vereadora, bem como a linda apresentação da banda da guarda metropolitana, que tocou o hino da China.

Homenagem

Como parte da solenidade, a vereadora homenageou várias personalidades da comunidade chinesa. Entre elas, o presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China (CCDIBC), Fabio Hu, que ressaltou a singularidade deste Ato.

“O Brasil e a China comemoram este dia. É um momento de muitas trocas e oportunidades. Cada chinês que chegou lá atrás é um símbolo desta irmandade que existe até hoje. E que vai a cada dia ser maior e melhor”, concluiu Hu

Presidente da CCDIBC é homenageado no Dia do imigrante Chinês
porCCDIBC

Festival celebra Dia da Imigração Chinesa no Brasil em parque de São Paulo

São Paulo, 12 ago (Xinhua) — O Festival da Imigração Chinesa no Brasil celebrou neste domingo a chegada dos imigrantes ao país latino-americano com apresentações artísticas e culturais no Parque da Aclimação, em São Paulo. O evento antecede o Dia da Imigração Chinesa no Brasil, em 15 de agosto, data no calendário oficial do país graças ao projeto sancionado este ano pelo presidente brasileiro, Michel Temer. Neste dia, diversas cerimônias oficiais estão marcadas nas principais cidades brasileiras, entre as quais Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

No Parque da Aclimação, o domingo foi um dia festivo para a comunidade, e contou também com autoridades chinesas e brasileiras, como a cônsul-geral da China em São Paulo, Chen Peijie, o presidente da Associação Chinesa do Brasil, Ronaldo Zhu, o deputado federal que preside a Frente Parlamentar Brasil-China, Fausto Pinato, e a primeira-dama do Estado de São Paulo, Lúcia França.

Para a cônsul-geral chinesa em São Paulo, a data lembra os mais de 200 anos da chegada dos primeiros imigrantes ao Brasil, um país acolhedor e de povo hospitaleiro. Segundo ela, o dia é de muita celebração, pois é a primeira vez que a data é comemorada nacionalmente. A primeira-dama do Estado de São Paulo aproveitou para agradecer aos chineses por terem escolhido o Brasil e se aliado ao espírito de trabalho que o Estado representa. Além disso, França agradeceu também a doação de mil cestas básicas e de 1.500 cobertores para projetos sociais do Estado, feita por meio de um cheque simbólico que recebeu das mãos da cônsul-geral e do presidente da Associação Chinesa do Brasil.

“Não tem uma coisa que aproxime mais os povos do que a cultura, que tem, de certa forma, de ser compartilhada. Além disso, que o Dia da Imigração Chinesa no Brasil sirva para aqueles chineses que vão nascer por aqui, que possam lembrar de seus avós, de seus pais”, disse Pinato, idealizador da Frente Parlamentar Brasil-China e que propôs a criação da data da Imigração Chinesa do Brasil em 15 de agosto.

O festival teve apresentações artísticas no palco central, como música e dança, caso da Dança do Dragão. No parque também havia demonstrações de recorte em papel, caligrafia chinesa e de medicina tradicional chinesa, além de língua e cultura, oferecidas por entidades estabelecidas na cidade de São Paulo, como o Instituto Confúcio.São Paulo, 12 ago (Xinhua) — O Festival da Imigração Chinesa no Brasil celebrou neste domingo a chegada dos imigrantes ao país latino-americano com apresentações artísticas e culturais no Parque da Aclimação, em São Paulo. O evento antecede o Dia da Imigração Chinesa no Brasil, em 15 de agosto, data no calendário oficial do país graças ao projeto sancionado este ano pelo presidente brasileiro, Michel Temer. Neste dia, diversas cerimônias oficiais estão marcadas nas principais cidades brasileiras, entre as quais Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

No Parque da Aclimação, o domingo foi um dia festivo para a comunidade, e contou também com autoridades chinesas e brasileiras, como a cônsul-geral da China em São Paulo, Chen Peijie, o presidente da Associação Chinesa do Brasil, Ronaldo Zhu, o deputado federal que preside a Frente Parlamentar Brasil-China, Fausto Pinato, e a primeira-dama do Estado de São Paulo, Lúcia França.

Para a cônsul-geral chinesa em São Paulo, a data lembra os mais de 200 anos da chegada dos primeiros imigrantes ao Brasil, um país acolhedor e de povo hospitaleiro. Segundo ela, o dia é de muita celebração, pois é a primeira vez que a data é comemorada nacionalmente. A primeira-dama do Estado de São Paulo aproveitou para agradecer aos chineses por terem escolhido o Brasil e se aliado ao espírito de trabalho que o Estado representa. Além disso, França agradeceu também a doação de mil cestas básicas e de 1.500 cobertores para projetos sociais do Estado, feita por meio de um cheque simbólico que recebeu das mãos da cônsul-geral e do presidente da Associação Chinesa do Brasil.

“Não tem uma coisa que aproxime mais os povos do que a cultura, que tem, de certa forma, de ser compartilhada. Além disso, que o Dia da Imigração Chinesa no Brasil sirva para aqueles chineses que vão nascer por aqui, que possam lembrar de seus avós, de seus pais”, disse Pinato, idealizador da Frente Parlamentar Brasil-China e que propôs a criação da data da Imigração Chinesa do Brasil em 15 de agosto.

O festival teve apresentações artísticas no palco central, como música e dança, caso da Dança do Dragão. No parque também havia demonstrações de recorte em papel, caligrafia chinesa e de medicina tradicional chinesa, além de língua e cultura, oferecidas por entidades estabelecidas na cidade de São Paulo, como o Instituto Confúcio.