CCDIBC assina o tratado de Cooperação para o desenvolvimento de pesca internacional com a província de Fujian

porCCDIBC

CCDIBC assina o tratado de Cooperação para o desenvolvimento de pesca internacional com a província de Fujian

No dia 28 de maio de 2014, após participar da inauguração do escritório de representação na província de Fujian, a Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China assinou um tratado de cooperação para desenvolver a pesca internacional com a associação da pesca oceânica da província de Fujian, hoje o presidente da Câmara é o representante do Ministério da Pesca do Brasil e participa das negociações entre os dois países no âmbito de pesca internacional.] A província de Fujian vem se esforçando para atingir a meta nacional de pesca em alto mar. Por isso, a chegada do presidente Fabio Hu despertou o grante interesse dos dirigentes da Associação da Pesca Oceânica da Província. Participaram da cerimônia os vários Presidente Honorários,: Fangshun Qin, vice-diretor do Departamento de Pesca Marinha da província de Fujian, Presidente da Associação de Pesca Oceânica da Província de Fujian: Ze Luan, Lianjiang, Zhang Li, Secretário-Geral da Pesca Oceânica: Wu Linzhu; Secretário-geral adjunto: Ou Libin, Director: Li Miaomiao.

Durante a reunião, o diretor do Departamento de Pesca Marinha de Fujian Wu Nanxiang acompanhou de perto as negociações entre a Câmara e o Departamento de Pesca Oceânica.

A fim de melhor promover o desenvolvimento dos recursos marinhos no Brasil, acelerar a promoção de intercâmbios amistosos com a província de Fujian com a ajuda da Copa do Mundo, Fórum BRICs, pré-Jogos Olímpicos estão atuando como uma grande oportunidade para ampliar a cooperação. A associação de Pesca Oceânica e a Câmara de Comércio assinaram um tratado ” Um acordo de cooperação internacional para o desenvolvimento estratégico da pesca marítima da Associação de Pesca Oceânica da Província de Fujian e a Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China .” Entre eles, a Câmara de Comércio de Desenvolvimento apresentou ao Ministério da Pesca do Brasil 300 a 500 autorizações para permitir os barcos chineses a pescarem no território brasileiro, a China quer investir US $ 2 bilhões no Brasil, divididos entre 3 a 5 anos para concluir instalações de apoio às pescas no norte do Brasil, bases da pesca sul, centro e criação de centro de armazenamento e transporte dos pescados, no intuito de promover o emprego e desenvolvimento econômico no Brasil.

Sobre o Autor

CCDIBC administrator

Deixe uma resposta