Comércio eletrônico chinês poderá atingir mais de US$ 1,81 trilhão em 2020

porCCDIBC

Comércio eletrônico chinês poderá atingir mais de US$ 1,81 trilhão em 2020

A tarifa de importação para alguns produtos será reduzida temporariamente a partir do dia 1 de dezembro de 2017, afirmou o Conselho de Estado da China em um documento recente. Os produtos com as tarifas reduzidas serão comidas, produtos saudáveis, medicamentos, maquiagens, roupas, equipamentos domésticos, produtos de cultura e entretenimento, entre outros. A tarifa média será reduzida de 17,3% para 7,7%.

A tarifa de importação, o imposto sobre valor acrescentado e imposto sobre consumo da China ainda são altos, informou o diretor do Instituto de Estudo sobre Comércio Eletrônico, Cao Lei, indicando que a redução das tarifas de importação não somente estimulará a demanda doméstica, mas também beneficiará os comerciantes transnacionais de e-commerce.

Segundo os dados das empresas, o volume total do comércio eletrônico transnacional da China superará US$ 1,06 trilhão em 2017 e poderá atingir cerca de US$ 1,81 trilhão em 2020, com um aumento anual de 20%. Além disso, o comércio eletrônico chinês será 37,6% do volume total do comércio externo da China em 2020.

Sobre o Autor

CCDIBC administrator

Deixe uma resposta